Em setembro de 2021, a Apple anunciou o novo modelo do seu principal smartphone, o iPhone 13. O lançamento atualiza algumas características do modelo anterior e renova itens bem importantes no uso do aparelho. Nesta nova geração, os fãs da marca da maçã vão ter diversas opções para escolher, desde o mais simples – o iPhone 13 Mini – até o mais completo – iPhone 13 Pro Max.

No geral, aconteceu um upgrade nas câmeras e estrutura do aparelho, além do processador ser mais potente que a versão anterior. Ainda assim, os preços são salgados, considerando as diversas alternativas no mercado, como aparelhos da Samsung, Motorola e Xiaomi, principalmente. Para ter nas suas mãos o lançamento, você precisa desembolsar no mínimo R$ 6.599.

Mas, calma! A gente te ajuda a entender como funciona esse novo smartphone. Além disso, vamos concluir se realmente vale a pena comprar o Iphone 13. Quer saber tudo sobre a nova linha? Continua lendo o texto e não perca nenhum detalhe.


iPhone 13: características gerais

O novo celular da Apple vai ser comercializado em quatro modelos: 13 Mini, 13, 13 Pro e 13 Pro Max. Cada versão terá três opções de espaço de armazenamento, sendo 128 GB, 256 GB e 512 GB. Porém, os modelos mais avançados possuem a opção de memória de até 1 TB, a maior até hoje da empresa. Com isso, mesmo optando pelo modelo mais básico, o usuário não sai prejudicado, caso o armazenamento seja um diferencial.

Além disso, as cores do novo celular são rosa, azul, vermelho, branco e preto e a tela tem um bom tamanho, considerando as diversas opções. Por exemplo, o 13 mini possui 5,4 polegadas e é bem compacto. Já o 13 Pro Max chega à 6,7 polegadas, um dos maiores do mercado.

Processador potente

Segundo a empresa, o processador base é o A15 Bionic, o qual promete um desempenho melhor comparado a qualquer opção de aparelho topo de linha no mercado, mais especificamente, 50% superior ao da concorrência. Porém, um bom processador pode ser potencializado pela capacidade de armazenamento, por isso é legal considerar uma memória maior se quiser um excelente desempenho.

Câmeras

No geral, todas possuem uma ultra-wide e ultra-angular, com 12 MP. Além disso, o Iphone 13 tem modo retrato para vídeo, que desfoca o fundo e consegue seguir o objeto em movimento. Anteriormente, essa opção só funcionava para fotos, mas agora a captação de imagem em movimento também tem essa possibilidade.

Os modelos mais avançados tem três lentes: principal, teleobjetiva e ultra-angular. Já os mais simples, o 13 e 13 mini, contam com apenas duas. Porém, quem gosta de tirar fotos sem tanta pretensão profissional vai adorar qualquer uma das possibilidades. A abertura nos iniciais é de f/1.6 na lente principal e f/2.4 na lente ultra-angular.

Bateria

Num primeiro momento, a Apple não divulgou o mAh dos aparelho, mas deu base para entendermos quanto tempo pode aguentar a carga sem precisar correr para a tomada. Assim, a bateria dura cerca de duas horas a mais que o iPhone 12. Por exemplo, o 13 mini suporta até 13 horas de reprodução de serviços de streaming. Em comparação, o 13 faz o serviço em 15h, o 13 Pro em 20h e o Pro Max por 25h.

Isso dá uma boa base para entender como a bateria evoluiu ao longo dos anos, pois uma das maiores reclamações dos usuários da marca era a pouca capacidade para aguentar o tranco no dia a dia. Agora, entendendo os números, a potência parece ter aumentado, especialmente nas opções avançadas.

iPhone 13 x iPhone 12

Já deu de perceber como ficou o novo aparelho, mas vale a pena comparar com o anterior, lançado a pouco mais de um ano e ainda bem relevante no mercado. É comum acontecer de um novo lançamento deixar os modelos mais antigos com um preço menor, então é normal perguntar se não seria melhor apostar num iPhone 12, por exemplo.

Essa linha de raciocínio faz sentido, afinal é pouco tempo de diferença entre um e outro e algumas características se mantém nos dois smartphones. O sistema operacional, por exemplo, é o mesmo, assim como o acesso a alguns aplicativos e recursos.

x

Fontes (comparaplano.com.br/blog/iphone-13)